Rádio Hinos Inspirados


domingo, 2 de dezembro de 2012

ESOTERISMO GOSPEL



 
12 / 12 / 2012

Doze de Dezembro de Dois Mil e Doze

XII – XII – MMXII






Durante os últimos dias têm-se divulgado um “grande” evento gospel na cidade de Manaus.

Um acontecimento que abalará (dizem seus idealizadores) a estrutura espiritual e física da cidade. Pois bem!

O único e sério problema é justamente na data escolhida e o que está por detrás desta marmota mascarada de ATO PROFÉTICO(?)!

Todos somos dirigidos pelo calendário ocidental, e este, segundo a contagem normal, revela que estamos no século XXI, ano de 2012.

E o que o “grande” e “ungido” evento traz é como se vivêssemos no ano 12, ou seja, e plena época em que Jesus vivia no alto de sua adolescência.

Não estamos no ano 12!!! Para quê este joguete infantil de data (12-12-12-)? Entre o ano em que estamos (2012) e o ano 12, há 2.000 (dois mil) anos de diferença. Isso mesmo: 2.000, DOIS MIL!!!

Então, a manipulação da data, para adaptá-la ao bel-prazer do líder de uma denominação, é querer falar o que a Bíblia, a Palavra de Deus não fala! É atribuir ao Reino de Deus uma revelação espúria! Associar o divino com o paganismo!

Esta manipulação NUMEROLÓGICA, CABALÍSTICA e ESOTÉRICA está completamente confusa, errada e ilusória.

E infelizmente, como a preguiça (de conferir pelas Escrituras qualquer movimento e “revelação”) de alguns cristãos é terrível, este movimento ganha força na cidade de Manaus e algumas igrejas Brasil afora que se encontram sob a “cobertura” espiritual da Matriz aqui em Manaus!

É preciso dar um basta nestas aposTOLICES, nestas revelações ridículas! Misturar os Mistérios do Reino com costumes pagãos, a Revelação Escriturística com desejos e sonhos puramente humanos é abrir portas para o ENVOLVIMENTO do Maligno e COMANDO deste.

Atos 17.11 e 1 João 4.1 JÁ!!!

Ora, estes eram mais nobres do que os de Tessalônica, porque receberam a palavra com toda avidez, examinando diariamente as Escrituras para ver se estas coisas eram assim”; “Amados, não creiais a todo espírito, mas provai se os espíritos vêm de Deus; porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo”.
Em Cristo,

Ir. Márcio Cruz

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

ESSÊNCIA DA HONRA ou OBEDIÊNCIA CEGA?


Korban (hb): Sacrifício

Kabod (hb): Honra

Thusia (gr): Sacrifício

Time (gr): Honra



Temos ouvido, lido e visto muitas coisas acerca desta palavrinha (pelo menos eu sim. rsrsrsrs). E eu fiquei estimulado a estudar para entender o porquê. Então decidi dar uma passeada nos livros, sim, livros, pois não confio muito em artigos web.

Para não ser longo nas palavras e nas ideias, resolvi resumir meu pensamento em perguntas e por fim, uma advertência.

Segundo esta neoteologia (Korban da Honra, ou Princípio da Honra), uma das suas diretrizes maiores é em relação à submissão ao líder (algo que e bíblico, claro! – Hb 13.17), onde não se questiona o líder, por mais errado que ele possa estar. É ele e Deus!

A questão, dizem os adeptos, é que se você questiona, confronta o líder, você está quebrando este princípio, o Korban da Honra.

Usa-se o exemplo de Davi que não feriu o princípio ao negar-se a ferir a Saul. Quem age contrário ao que fez Davi, atrai desonra para si, quebra a aliança com Deus e retarda as bençãos, trazendo um retrocesso na vida.

Seguindo esta linha de raciocínio, Paulo desonrou e quebrou a aliança ao confrontar a Pedro diante dos gálatas (Gl 2.11-21).

Questionar o líder, não faz de ninguém um desertor, um desonrado, um rebelde e muito menos um desgraçado. O confronto, o juízo, a inteligência e a fé da pessoa não podem ser reprimidas por falácias, por fábulas inventadas por manipuladores que usam e abusam da “autoridade” para então assim, manter o rebanho preso aos seus comandos.

Honra não é ganha com argumentos espúrios, é ganha quando a humildade vai adiante dela (Pv 15.33). Temos o Mestre nisto! Ele mesmo disse que é “manso e humilde de coração” (Mt 11.29).



Então eu pergunto:

· Tenho que sacrificar minha inteligência, meu senso de juízo, minha fé, minha consciência porque não posso tocar no “ungido”?

· Tenho que abrir mão de um direito que a PRÓPRIA Bíblia me deu?

· Tenho que calar-me diante do erro crasso que permeia na Noiva do Cordeiro?

· Tenho que assistir passivamente essa onda NEO que invadiu o Corpo de Cristo?



Não, obrigado!

Por conta disto eu digo:

KORBAN? TÔ FORA!!!









Ir. Márcio Cruz

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

PREGAÇÃO X FÁBULAS





Estudando um “cadim”, resolvi preparar este breve texto para incentivar alguns cristãos perdidos a usarem mais o intelecto e o discernimento. E, para não engolir de cara o que os “CHEIRA-BÍBLIA”, os “LEÕES RASTEJADORES”, os “LOUCOS”, os “SÁBIOS”, os da “VITÓRIA FINANCEIRA”, os da “VISÃO” e os "JUDIADOS, ops, JUDAIZANTES" falam Brasil e mundo afora.


 
Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às FÁBULAS - 2Timóteo 4.3,4”.

FÁBULAS
μυθος muthos
Invenção, falsidade, estória, lenda, conto mítico. Com referência especial ao seu caráter fantasioso ou não-verídico, mito, ficção. A palavra é usada acerca dos erros gnósticos e das fábulas e genealogias judaicas e profanas.
O termo muthos deve ser contrastado com o termo aletheia, “verdade”, e com o termo logos. “história, narrativa com o sentido de expor fatos" (por exemplo: em Mt 28.15, um “ditado”, ou seja, um relato, história, na qual há mesmo uma falsificação dos fatos).

Não engula, não! Faça prova, analise, discirna. Afinal, NEM TUDO O QUE RELUZ É OURO!!!
 
 
No Temor do Senhor,
 
Ir. Márcio Cruz

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

UMA PALAVRA PARA OVELHAS



"Mas o que é mercenário, e não pastor, de quem não são as ovelhas, vendo vir o lobo, deixa as ovelhas e foge; e o lobo as arrebata e dispersa. Ora, o mercenário foge porque é mercenário, e não se importa com as ovelhas - João 10.12,13".





1. MERCENÁRIO:
μισθωτος - misthōtos
Um trabalhador de salário (bom ou ruim): - servo contratado, mercenário.

2. PASTOR:
ποιμην - poimen
Na parábola, aquele a cujo cuidado e controle outros se submeteram e cujos preceitos eles seguem; oficial que preside, gerente, diretor, de qualquer assembleia: descreve a Cristo, o Cabeça da igreja.
As tarefas do pastor no oriente próximo eram:
  • ficar atentos aos inimigos que tentavam atacar o rebanho
  • defender o rebanho dos agressores
  • curar a ovelha ferida e doente
  • achar e salvar a ovelha perdida ou presa em armadilha
  • amar o rebanho, compartilhando sua vida e desta forma ganhando a sua confiança

3. LOBO:
λυκος - lukos
Metáfora de homens crueis, gananciosos, vorazes.

Ao ver alguém suspeito, com base na Palavra de Deus analise bem, seja criterioso, tenha discernimento e coragem.

Diante do exposto, fica o alerta de Jesus que ecoa pelo tempo e pelo espaço:


"Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos; porém a árvore má produz frutos maus. Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má dar frutos bons. Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis - Mateus 7.15-20".
nEle, o Bom e Sumo Pastor,
Ir. Márcio Cruz

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

VERDADEIROS ADORADORES




Mas a hora está chegando, e de fato já chegou, em que os VERDADEIROS ADORADORES adorarão o Pai, em ESPÍRITO e em VERDADE; pois são esses que o Pai procura para seus adoradores – Jo 4.23 (KJVA, 2001)”.


Como já disse um grande estudioso bíblico, “os originais dão mais sabor ao texto”. Concordo plenamente com ele.
Diante disso, precisamos mergulhar neste oceano de riquezas, cores e sabores que é o Estudo Sistemático e Exegético das Sagradas Escrituras.





1. VERDADEIROS:

ἀληθινός - alēthinos

Que não tem apenas o nome do objeto em consideração e semelhança com ele, mas que PARTICIPA da ESSÊNCIA do mesmo, correspondendo em TODOS os sentidos ao significado da ideia transmitida pelo nome.

- Qual a essência dos “grandes” adoradores tupiniquins?


2. ADORADORES:

Προσκυνητής - proskunētēs

Adorar, prostrar-se perante, reverenciar, receber respeitosamente.

- Diante do que e de quem se prostram os ícones da adoração(?) brasileira?



3. ESPÍRITO:

πνεῦμα – pneuma

Parte representativa da vida interior.

- O que há no interior de muitos “adoradores”, Brasil afora?



4. VERDADE:

ἀλήθεια - alētheia

Verdade, fidedignidade, confiabilidade, justiça.

- Adoradores de verdade possuem duas caras?



Ao observar o significado das palavras selecionadas para reflexão, perguntamos:

“O que temos visto são verdadeiros adoradores de fato?”
 
 
 
nEle, o exemplo fidedigno de Adorador,
 
Ir. Márcio Cruz

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

VAI ENTENDER...


Até onde vai a interpretação bíblica sob o bel prazer humano?

Há uns bons anos atrás, a Igreja poderia se dar ao luxo de reclamar, chorar pela falta de literatura sadia para o estudo responsável da Palavra de D'us!!!
Mas... Hoje?!
Gente, hoje a ignorância só impera nos que vivem de achismos e sentismos. Nos irresponsáveis que pensam que suas atitudes são normais e tem o apoio bíblico.
É preciso denunciar, alertar o Corpo de Cristo para que os demais membros estejam atentos e possam precaver-se de serem infectados pelas invencionices e insanidades de alguns.

"Ninguém precisa temer a exegese, a não ser o preguiçoso ou o negligente - E. Haller"



sexta-feira, 14 de setembro de 2012

VIVER NA CERA



Um museu de cera é um museu no qual existe a exposição de peças feitas de cera, USUALMENTE RETRANTANDO ANIMAIS EXTINTOS OU CELEBRIDADES.
Fazer cera é MOSTRAR, EXPOR o FALSO com aparência de VERDADEIRO! É encobrir o íntimo corrupto e ávido (algumas vezes desesperado) para obter reconhecimento terreno e mundano!
E isto se observa nos Crentes Cera, que só vivem para chamar a atenção com algo APARENTEMENTE real, mas, que observado de perto, percebe-se de que não passa de uma imitação perfeita, porém FALSA!

No Reino de D’us, não há espaço para viver de ilusões, aparências e mentiras (Ef 4.22-25). Ou É ou NÃO É!!!


Viver na cera é VIVER o quadro descrito pelo salmista:

Sl.115.5 Têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem; 6 têm ouvidos, mas não ouvem; nariz têm, mas não cheiram. 7 Têm mãos, mas não apalpam; têm pés, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta”.



O Crente Cera:
 
  • Seu falar é dúbio: Lc 6.45.
  • Não vê: Mt 6.23.
  • Não ouve o Espírito: Ap 2. 7a, 11a, 17a; 29; 3. 6, 13, 22.
  • Suas mãos tem sangue: Pv 6.17;12.14; 21.25
  • Seus pés apressam-se no mal: Pv 1.16
  • Não dá glória a D’us: At 12.23.

Então, deixemos a cera de lado e sejamos reais, frutíferos, verdadeiros  trabalhadores, pois o “O Noivo virá e não tardará!!!”.


Em Cristo,

Ir. Márcio Cruz

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

ELEIÇÃO E PREDESTINAÇÃO





Ef 1.4,5Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em caridade, e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade

ELEIÇÃO. A escolha por Deus daqueles que crêem em Cristo é uma doutrina importante (ver Rm 8.29-33; 9.6-26; 11.5, 7, 28; Cl 3.12; 1Ts 1.4; 2Ts 2.13; Tt 1.1). A eleição (gr. eklegoe) refere-se à escolha feita por Deus, em Cristo, de um povo para si mesmo, a fim de que sejam santos e inculpáveis diante dEle (cf. 2Ts 2.13). Essa eleição é uma expressão do amor de Deus, que recebe como seus todos os que recebem seu Filho Jesus (Jo 1.12). A doutrina da eleição abarca as seguintes verdades:
 
(1) A eleição é cristocêntrica, i.e., a eleição de pessoas ocorre somente em união com Jesus Cristo. Deus nos elegeu em Cristo para a salvação (1.4; ver v. 1, nota). O próprio Cristo é o primeiro de todos os eleitos de Deus. A respeito de Jesus, Deus declara: “Eis aqui o meu servo, que escolhi” (Mt 12.18; cf. Is 42.1,6; 1Pe 2.4). Ninguém é eleito sem estar unido a Cristo pela fé.

(2) A eleição é feita em Cristo, pelo seu sangue; “em quem [Cristo]... pelo seu sangue” (1.7). O propósito de Deus, já antes da criação (1.4), era ter um povo para si mediante a morte redentora de Cristo na cruz. Sendo assim, a eleição é fundamentada na morte sacrificial de Cristo, no Calvário, para nos salvar dos nossos pecados (At 20.28; Rm 3.24-26).

(3) A eleição em Cristo é em primeiro lugar coletiva, i.e., a eleição de um povo (1.4,5, 7, 9; 1Pe 1.1; 2.9). Os eleitos são chamados “o seu [Cristo] corpo” (1.23; 4.12), “minha igreja” (Mt 16.18), o “povo adquirido” por Deus (1Pe 2.9) e a “noiva” de Cristo (Ap 21.9). Logo, a eleição é coletiva e abrange o ser humano como indivíduo, somente à medida que este se identifica e se une ao corpo de Cristo, a igreja verdadeira (1.22,23; ver Robert Shank, Elect in the Son (Eleitos no Filho). É uma eleição como a de Israel no AT (ver Dt 29.18-21 nota; 2Rs 21.14 nota; ver o estudo O CONCERTO DE DEUS COM OS ISRAELITAS).

(4) A eleição para a salvação e a santidade do corpo de Cristo são inalteráveis. Mas individualmente a certeza dessa eleição depende da condição da fé pessoal e viva em Jesus Cristo, e da perseverança na união com Ele. O apóstolo Paulo demonstra esse fato da seguinte maneira:
(a) O propósito eterno de Deus para a igreja é que sejamos “santos e irrepreensíveis diante dele” (1.4). Isso se refere tanto ao perdão dos pecados (1.7) como à santificação e santidade. O povo eleito de Deus está sendo conduzido pelo Espírito Santo em direção à santificação e à santidade (ver Rm 8.14; Gl 5.16-25). O apóstolo enfatiza repetidas vezes o propósito supremo de Deus (ver 2.10; 3.14-19; 4.1-3, 13,14; 5.1-18).
(b) O cumprimento desse propósito para a igreja como corpo não falhará: Cristo a apresentará “a si mesmo igreja gloriosa... santa e irrepreensível” (5.27).
(c) O cumprimento desse propósito para o crente como indivíduo dentro da igreja é condicional. Cristo nos apresentará “santos e irrepreensíveis diante dele” (1.4), somente se continuarmos na fé. A Bíblia mostra isso claramente: Cristo irá “vos apresentar santos, e irrepreensíveis, e inculpáveis, se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes na fé e não vos moverdes da esperança do evangelho” (Cl 1.22,23).

(5) A eleição para a salvação em Cristo é oferecida a todos (Jo 3.16,17; 1Tm 2.4-6; Tt 2.11; Hb 2.9), e torna-se uma realidade para cada pessoa consoante seu prévio arrependimento e fé, ao aceitar o dom da salvação em Cristo (2.8; 3.17; cf. At 20.21; Rm 1.16; 4.16). Mediante a fé, o Espírito Santo admite o crente ao corpo eleito de Cristo (a igreja) (1 Co 12.13), e assim ele torna-se um dos eleitos. Daí, tanto Deus quanto o homem têm responsabilidade na eleição (ver Rm 8.29 nota; 2Pe 1.1-11).

A PREDESTINAÇÃO. A predestinação (gr. proorizo) significa “decidir de antemão” e se aplica aos propósitos de Deus inclusos na eleição. A eleição é a escolha feita por Deus, “em Cristo”, de um povo para si mesmo (a igreja verdadeira). A predestinação abrange o que acontecerá ao povo de Deus (todos os crentes genuínos em Cristo).

(1) Deus predestina seus eleitos a serem:
(a) chamados (Rm 8.30);
(b) justificados (Rm 3.24; 8.30);
(c) glorificados (Rm 8.30);
(d) conformados à imagem do Filho (Rm 8.29);
(e) santos e inculpáveis (1.4);
(f) adotados como filhos (1.5);
(g) redimidos (1.7);
(h) participantes de uma herança (1.14);
(i) para o louvor da sua glória (1.12; 1Pe 2.9);
(j) participantes do Espírito Santo (1.13; Gl 3.14); e
(l) criados em Cristo Jesus para boas obras (2.10).

(2) A predestinação, assim como a eleição, refere-se ao corpo coletivo de Cristo (i.e., a verdadeira igreja), e abrange indivíduos somente quando inclusos neste corpo mediante a fé viva em Jesus Cristo (1.5, 7, 13; cf. At 2.38-41; 16.31).

RESUMO. No tocante à eleição e predestinação, podemos aplicar a analogia de um grande navio viajando para o céu. Deus escolhe o navio (a igreja) para ser sua própria nau. Cristo é o Capitão e Piloto desse navio. Todos os que desejam estar nesse navio eleito, podem fazê-lo mediante  fé viva em Cristo. Enquanto permanecerem no navio, acompanhando seu Capitão, estarão entre os eleitos. Caso alguém abandone o navio e o seu Capitão, deixará de ser um dos eleitos. A predestinação concerne ao destino do navio e ao que Deus preparou para quem nele permanece. Deus convida todos a entrar a bordo do navio eleito mediante Jesus Cristo.


nEle, o Soberano em Suas escolhas,

Ir. Márcio Cruz


*estudo extraído da Bíblia de Estudo Pentecostal em CD-Rom.

sábado, 8 de setembro de 2012

POR QUE PEDRO AFUNDOU?




( ) Não cheirou as Escrituras
( ) Não possuía a Unção do Leão
( ) Não atingiu a meta financeira
( ) Não comprou os amuletos gospel
( ) Não ia pra Balada Gospel

"Hoje, a fé cristã que temos é porque houve pessoas que permaneceram firmes em face da tortura e da morte".


Pense Nisso!!!



Ir. Márcio Cruz
; )

POR QUE JÓ PERDEU TUDO?





( ) Não quis obedecer o apóstolo
( ) Não fez a peregrinação à Terra, ops! digo, Fogueira Santa
( ) Não semeou no ministério do tele-evangelista
( ) Não apoiou o candidato da comunidade
( ) Não marchou pra Jeová


"A imoralidade que alguns estão fazendo com a Noiva do Cordeiro, faz novela da Globo parecer programa do Cartoon Network".


Ir. Márcio Cruz

MÁSCARAS








MATEUS 7
15 Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. 16 Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? 17 Assim, toda árvore boa produz bons frutos; porém a árvore má produz frutos maus. 18 Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má dar frutos bons. 19 Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo. 20 Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. 21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. 22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres? 23 Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.



Em Cristo, a Verdade,

Ir. Márcio Cruz

POR QUE DEUS MATOU ANANIAS E SAFIRA?






( ) Eram pessoas de oração
( ) Eram obreiros de excelência
( ) Tinham excelente testemunho dos de fora
( ) Amavam a Palavra e Seus ensinos
( ) Combatiam os erros com ousadia


2Pedro 2
1
Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. 2 E muitos seguirão as suas dissoluções, e por causa deles será blasfemado o caminho da verdade; 3a também, movidos pela ganância, e com palavras fingidas, eles farão de vós negócio; 13b nódoas são eles e máculas, deleitando-se em suas dissimulações, quando se banqueteiam convosco; 14 tendo os olhos cheios de adultério e insaciáveis no pecar; engodando as almas inconstantes, tendo um coração exercitado na ganância, filhos de maldição; 15 os quais, deixando o caminho direito, desviaram-se, tendo seguido o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça, 16 mas que foi repreendido pela sua própria transgressão: um mudo jumento, falando com voz humana, impediu a loucura do profeta. 17 Estes são fontes sem água, névoas levadas por uma tempestade, para os quais está reservado o negrume das trevas. 18 Porque, falando palavras arrogantes de vaidade, nas concupiscências da carne engodam com dissoluções aqueles que mal estão escapando aos que vivem no erro; 19 prometendo-lhes liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção; porque de quem um homem é vencido, do mesmo é feito escravo. 20 Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo pelo pleno conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, ficam de novo envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior que o primeiro. 21 Porque melhor lhes fora não terem conhecido o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado. 22 Deste modo sobreveio-lhes o que diz este provérbio verdadeiro; Volta o cão ao seu vômito, e a porca lavada volta a revolver-se no lamaçal.
nEle, o Cordeiro Imaculado,
Ir. Márcio Cruz

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

ESPINHOS E MALDIÇÃO




"E ao homem disse: ...maldita é a terra por tua causa; ...Ela te produzirá espinhos e abrolhos" e "Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro".
Gn 3.17,18; Gl 3.13

MAS...

"Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados". Is 53.5


Carregar algo que não é nosso é terrível, mas JESUS fez isso por cada um de nós. Levou sobre si toda a dor, todo o mal, toda condenação, toda maldição do mundo inteiro, para que por intermédio dEle, pudéssemos voltar ao Seio do Pai e sermos chamados novamente de filhos.

Soli Deo Gloria!!!

Ir. Márcio Cruz

O SANGUE DE JESUS







 


"E, posto em agonia, orava mais intensamente; e o seu suor tornou-se como GRANDES (grifo meu) gotas de sangue, que caíam sobre o chão - Lucas 22.44"

O “suar sangue”, ´é chamado de “hematidrose“. Essa reação é produzida diante de condições excepcionais: para provocá-lo é necessário uma fraqueza física, acompanhada de um abatimento moral violento causado por uma profunda emoção, por um grande medo (sabemos que Jesus Cristo realmente passou por um forte abatimento, não é?). A tensão extrema, com contrações musculares localizadas, produzem um rompimento das finíssimas veias capilares que estão sob as glândulas sudoríparas; o sangue se mistura ao suor e se concentra sobre a pele, e então escorre por todo o corpo.


Mais uma vez, JESUS encara um grande desafio, e desta vez seu corpo responde de forma que o que acontece fica registrado para que reflitemos sobre.
 
Temos dado valor ao SANGUE DE JESUS que foi derramado para remissão de nossos pecados? Temos bebido deste SANGUE, o SANGUE que nos fez participantes da Nova Aliança?
Olhemos, Oremos e Vigiemos, para que o SANGUE DE JESUS não tenha sido apenas algo que caiu sobre a terra, pois foi mais que isso, este SANGUE é o passaporte para a entrada na Cidade do Grande Rei, a Nova Jerusalém!!!



 

Bendito seja o Cordeiro que na cruz por nós padeceu
Bendito seja o Seu sangue que por nós ali Ele verteu
Eis nesse sangue lavados com roupas que tão alvas são
Os pecadores remidos qQue perante seu Deus já estão
 
Alvo mais que a neve, Alvo mais que a neve
Sim nesse sangue lavado mais alvo que a neve serei

Quão espinhosa a coroa que Jesus por nós suportou

Oh! Quão profundas as chagas que nos provam o quanto Ele amou
Eis nessas chagas pureza para o maior pecador pecador
Pois que mais alvos que a neve o Teu sangue nos torna, Senhor

Se nós a Ti confessarmos, e seguir-mos na Tua luz,

Tu não somente perdoas, purificas também, ó Jesus
Sim e de todo pecado! Que maravilha de amor!
Pois que mais alvo que a neve, o Teu sangue nos torna Senhor.


No Cristo Salvador,

Ir. Márcio Cruz

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

DIFERENÇAS ENTRE OS DONS E O FRUTO DO ESPÍRITO SANTO




"Gálatas 5.22 Mas o fruto do Espírito é: Amor, Alegria (Gozo), Paz, Longanimidade (Paciência), Benignidade (Delicadeza), Bondade, Fidelidade (Fé), 23 Mansidão (Humildade), Domínio Próprio (Temperança). Contra estas coisas não há lei".

Muitos, em vez de andarem à cata de dons, deviam antes, desenvolver o fruto do Espírito, porque, dons espirituais e serviço efetuado sem o Fruto do Espírito, são uma ANOMALIA!
O Fruto do Espírito é a expressão da natureza e caráter de Cristo através do crente. É a reprodução da vida de Cristo no crente. Sendo Ela o original - o crente, a cópia!



nAquele que é a Fonte dos Dons e do Fruto,
Ir. Márcio Cruz
 
*extraído do Manual da Escola Dominical, Antônio Gilberto.

domingo, 26 de agosto de 2012

QUE AMOR É ESSE?





"2Tm 3.1 Sabe, porém, isto, que nos últimos dias, virão tempos difíceis*; 2 pois os homens serão 'amantes de si mesmos¹'" e "1Tm 6.10 Porque 'o amor pelo dinheiro²' é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores".




¹gr. philautoi - amadores de si mesmos, egocêntricos.

Dr. Shedd, assim declara: "esta é situação que dá origem aos demais pecados alistados". Uma verdade, pois quando o homem passa a ser o centro das coisas, o que vem a seguir são apenas ramos de uma árvore de fruto mal e carnal!

*a palavra grega aqui fala sobre algo duro de se tratar, violento e perigoso. Cenário este que traz apreensão e ao mesmo tempo esperança, para quem procura servir a D'us com integridade.

²gr. philarguria - avareza (Lc 16.14).

Segundo o texto de Lucas (Jesus vinha falando sobre Mamom), uma marca nos fariseus era a avareza, fato este que nos leva a analisar assim: Todo mercenário tem um fariseu na alma, uma aparência de santidade, uma fala de santidade, um proceder de santidade, mas na verdade, ele não passa pelo teste da luz, que acaba por revelar a treva que há na vida deste amante do dinheiro!

O avarento é simplesmente mesquinho e restritivo!

Pergunto:
É a este tipo de obreiro, de "homem de Deus" que você quer confiar a sua vida e sua esperança?

Pense nisso!!


nAquele que nos amou sem nada pedir em troca,
Ir. Márcio da Cruz


quinta-feira, 23 de agosto de 2012

BENÇÃO E MALDIÇÃO





DEUTERONÔMIO 7

26 Não meterás, pois, coisa abominável em tua casa, para que não sejas amaldiçoado, semelhante a ela; de todo, a detestarás e, de todo, a abominarás, pois é amaldiçoada.



Com base no texto acima, percebe-se o conceito de santificação* bem explícito. O que Deus jamais irá desejar para o Seu povo, é que o mesmo viva sob maldição*.

SANTIFICAÇÃO: [Do lat. sanctificatio] Separação do mal e do pecado, e dedicação ao serviço do Reino de Deus. É a forma pela qual o filho de Deus aperfeiçoa-se à semelhança do Pai Celeste (Lv 11.44). A santificação só é possível através da Palavra de Deus e mediante o sangue de Cristo (Jo 17.17; 1 Jo 1.7).

MALDIÇÃO: Ato ou efeito de amaldiçoar. Palavras com que se amaldiçoa. // Ponho diante de vós a bênção e a m , Dt 11.26. Com m sois amaldiçoados, Ml 3.9. A boca eles têm cheia de m , Rm 3.14. Das obras... debaixo de m , Gl 3.10. Resgatou da m da lei, fazendo-se... m , Gl 3.13. Perto está da m , Hb 6.8. Boca procede bênção e m , Tg 3.10. Nunca mais haverá qualquer m , Ap 22.3.


O que desde há muito tempo temos ouvido e temos sido ensinados é: “abstende-vos de toda forma (aparência – ARC, KJV, TB) de mal”. E isso é válido para todas as épocas, pois dentro do sentido de santificação, está implícito o de não se misturar. Aliás, mistura era a doutrina de Balaão (Ap 2.14) que, como não podia amaldiçoar a Israel, fez com que o povo do Senhor se misturasse com goym (pagãos), para que assim, a ira do Senhor viesse sobre eles. O mesmo alerta à Igreja em Pérgamo serve para nós hoje. “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas”.

Cenário semelhante é o que se tem visto dentro das recâmeras da Igreja do Senhor, que, sobre o pretexto (excluindo princípios imutáveis Escriturísticos) de se acomodar ao gosto do público (isso mesmo, você leu público!), permitiu que coisas impuras se alojassem dentro do redil do Bom Pastor.

Analise e veja se é ou não real o que se tem visto, ouvido e sentido em alguns locais que erroneamente são chamados Igreja. Pois igreja, por semântica de sua significação, traz em seu bojo a ideia de um povo convocado a sair. Em nosso caso, sair das trevas para estar “no reino do Filho do Seu amor (Cl 1.13)”.



nEle, o Cordeiro macho, sem mistura,

Ir. Márcio Cruz

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

TABELA ILUSTRATIVA DOS SÍMBOLOS DO ESPÍRITO





Seja amigo do Espírito Santo e permita que Ele o seja com você. Não o veja apenas como o poder de Deus mas, acima e além disto, veja-O como a Pessoa do próprio Elohim com você em sua vida

No Espírito do Eterno,

Ir. Márcio Cruz

terça-feira, 21 de agosto de 2012

UM RESUMO ACERCA DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE




"Hoje, a negligência pessoal é que mantém as pessoas engradadas nas trevas da ignorância. É só ter vontade de andar, dar o primeiro passo. As demais coisas serão acrescentadas!"

"Não se aparte da tua boca o livro desta lei, antes MEDITA nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer CONFORME tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido - Jo 1.8";

"EXAMINAIS as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna; e são elas que dão testemunho de mim - Jo 5.39";

"Jesus, porém, lhes respondeu: Errais, não COMPREENDENDO as Escrituras nem o poder de Deus - Mt 22.29"

"Ninguém precisa temer a EXEGESE, a não ser o negligente e preguiçoso"

No Amor do Mestre,
Ir. Márcio Cruz 


segunda-feira, 20 de agosto de 2012

O TABERNÁCULO














Aprender com a Bíblia é M A R A V I L H O S O  !!!!!
Então mergulhemos nas águas envolventes da Palavra de D'us e vivamos o que Ela tem para  nossas vidas, sempre guardando as palavras de João Batista acerca de Jesus: "Eis o Cordeiro de D'us que tira o pecado do mundo".

nAquele que é Fiel para sempre,

Ir. Márcio Cruz


*ilustrações do livro Pentateuco, IBAD.