Rádio Hinos Inspirados


sexta-feira, 23 de novembro de 2012

PREGAÇÃO X FÁBULAS





Estudando um “cadim”, resolvi preparar este breve texto para incentivar alguns cristãos perdidos a usarem mais o intelecto e o discernimento. E, para não engolir de cara o que os “CHEIRA-BÍBLIA”, os “LEÕES RASTEJADORES”, os “LOUCOS”, os “SÁBIOS”, os da “VITÓRIA FINANCEIRA”, os da “VISÃO” e os "JUDIADOS, ops, JUDAIZANTES" falam Brasil e mundo afora.


 
Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às FÁBULAS - 2Timóteo 4.3,4”.

FÁBULAS
μυθος muthos
Invenção, falsidade, estória, lenda, conto mítico. Com referência especial ao seu caráter fantasioso ou não-verídico, mito, ficção. A palavra é usada acerca dos erros gnósticos e das fábulas e genealogias judaicas e profanas.
O termo muthos deve ser contrastado com o termo aletheia, “verdade”, e com o termo logos. “história, narrativa com o sentido de expor fatos" (por exemplo: em Mt 28.15, um “ditado”, ou seja, um relato, história, na qual há mesmo uma falsificação dos fatos).

Não engula, não! Faça prova, analise, discirna. Afinal, NEM TUDO O QUE RELUZ É OURO!!!
 
 
No Temor do Senhor,
 
Ir. Márcio Cruz

Um comentário:

Antes de preencher, um conselho: pense no que vai escrever. Pondere suas palavras. Respeito é tudo e inteligente.
Venha somar com seus comentários para que todos saiam ganhando.

Ir. Márcio Cruz