Rádio Hinos Inspirados


terça-feira, 14 de outubro de 2014

POR QUE SE USAM IARMULKES (SOLIDÉUS)?

Um iarmulke, chamado kipá em hebraico, é um tipo de solidéu usado pelos judeus. Alguns o usam o tempo todo, outros apenas durante a reza e na hora das refeições.

A referência bíblica mais antiga à uma cobertura na cabeça encontra-se em Êxodo, 28:4, onde é chamado de mitsnéfet. Fazia parte da vestimenta do Sumo Sacerdote. Em outras referências bíblicas, a cobertura da cabeça e do rosto é encarada como um sinal de luto (Samuel II, 15:30). O Talmude, no entanto, associa o uso de algo para cobrir a cabeça mais com o conceito da reverência a Deus e respeito (pelas pessoas importantes).
 
 A palavra iarmulke é em yídish, mas o seu significado não está claro. Um ponto de vista é de que a palavra deriva de armucella, um objeto usado pelo clero medieval para cobrir a cabeça. Uma explicação mais provável é que a palavra iarmulke esteja relacionada com a palavra francesa arme (análoga ao latim arma), um tipo de elmo redondo medieval, com um visor móvel. Outra palavra yídish para iarmulke é capei, uma forma do latim capitalis, que significa "da cabeça'.

O ponto de vista mais tradicional é de que se trata de uma corruptela das palavras hebraicas 'irá meElohim', temor (reverência) a Deus. Esta idéia se baseia, em grande parte, em uma declaração feita pelo estudioso talmúdico babilônio do século V, Huna filho de José, que disse: "Eu nunca andei quatro cúbitos com a cabeça descoberta porque Deus habita acima da minha cabeça" (Kidushin 31a).

O costume de cobrir a cabeça adquiriu ampla aceitação, mas não por todos. O historiador Israel Abrahams (1858-1925) assinala que no século XIII, "os meninos na Alemanha e na França eram chamados para ler a Torá com a cabeça descoberta."

Na Idade Média, autoridades rabínicas francesas e espanholas consideravam que a prática de cobrir a cabeça durante a oração e ao estudar a Torá não passava de um mero costume. Alguns rabinos eram conhecidos por rezarem com a cabeça descoberta.

Hoje em dia, os judeus ortodoxos e muitos conservadores acreditam que cobrir a cabeça é uma expressão de Yirat Shamáyim ("temor a Deus" ou "reverência a Deus"). Os ortodoxos exigem que a cabeça permaneça coberta o tempo inteiro, ao passo que a maioria dos conservadores acha que a cabeça deve estar coberta durante a oração. Na maioria das congregações reformistas, cobrir a cabeça durante a oração é opcional.

Alfred J. Kolatch

sábado, 11 de outubro de 2014

SETE NÃO PARA O PREGADOR

1. Não fale sobre aquilo que você não tem convicção.

2. Não diga que a Bíblia diz aquilo que Ela não diz

3. Não tente passar a imagem de uma pessoa além do normal.

4. Não confunda seus pensamentos com os de Deus.

5. Não ouse fazer o papel que corresponde ao Espírito Santo.

6. Não misture investigação com revelação.

7. Não entregue uma mensagem que não passou pelo seu coração.


E aí?
Vai continuar recalcitrando contra os aguilhões?

NOTAÇÕES GRAMATICAIS DO GREGO DO NOVO TESTAMENTO

Um tremendo auxílio para melhor compreensão do Grego do Novo Testamento, encontrado na Bíblia de Estudo Palavras-chave, CPAD.










sexta-feira, 10 de outubro de 2014

EVIDÊNCIAS PENTECOSTAIS NA HISTÓRIA

Material disponibilizado na Revista Ensinador Cristão (CPAD), por conta da Celebração do Centenário do Movimento Pentecostal nas Assembleias de Deus no Brasil.
Os acontecimentos estão em ordem cronológica.