Rádio Hinos Inspirados


domingo, 17 de janeiro de 2010

O PERFIL DO OBREIRO DO REINO DE DEUS

2Timóteo 2.15: “Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”.

"Quando se volta para a Vontade de Deus, a produção é certa!!!”


 




Incomum: [Do lat. tard. incommune.] - Adjetivo de dois gêneros.
Não comum; fora do comum.

À procura de realizar algo para que a obra de Deus cresça, muitos hoje valem-se de cronogramas, estratégias que mais lembram uma empresa do que uma igreja (nada contra, afinal, sem ordem a casa cai!).

Se quisermos alcançar o testemunho que os antigos obtiveram (Hb 11.2), olhemos para o passado e aprendamos com aqueles que receberam a aprovação do Senhor da seara.

O ponto de partida para o obreiro atual, sempre terá saída no Livro de Atos. Deter-se apenas em livros seculares sobre organização, administração, contabilidade, relações humanas (deixando claro que todos eles são válidos), sem uma vida interior dirigida, controlada pelo Espírito de Deus e Sua Palavra, levará o obreiro da seara a:
  • Ser apenas um intelectual;
  •  Não possuir vida em si, ficando assim impossibilitado de transmitir a vida de Deus:
  • Acabar sendo vítima do sistema negro do capitalismo, olhando cifrõe$ ao invés de ovelhas;
  • Tratar as pessoas como meras mercadorias para vaidade e promoção pessoal.

Para que haja o resultado esperado pelo Senhor, precisamos aprender a viver quatro diretrizes. São atitudes “velhas”, mas que sempre foram o diferencial nos avivamentos que ocorreram ao redor do mundo. São eles:


1. O obreiro precisa ter uma vida de oração incomum – 1Rs 18.36-38 (oração curta e com efeito maravilhoso).
O nosso maior exemplo de oração é o Senhor Jesus (Ele próprio ensinou a orar - Mt 6.9-13). Sua vida terrena foi pautada pela oração. Sigamos também o exemplo da Igreja Primitiva (At 4.31; At 6.6 ; 14.23 ; 28.8).

 
2. O obreiro precisa viver comunhão com seus companheiros – Fp 2.3
Voltemos ao exemplo de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ele deu o exemplo de humildade ao lavar os pés dos Seus discípulos (Jo 13.14). Aliás, Ele mesmo convidou a aprender com Ele a sermos humildes (Mt 11.29).


3. O obreiro precisa de experiências com o Espírito Santo – Todo o livro de Atos
Quem pode enumerar as ricas experiências dos apóstolos, em especial Paulo? A doutrina do Paracleto foi desenvolvida pelo apóstolo dos gentios, prova de que ele vivia uma intimidade com o Espírito do Senhor que precisa ser resgatada pelo obreiro atual.


4. O obreiro precisa crer nas promessas do Senhor e aguardar o Seu cumprimento – At 1.4,14; 2.2-4
A Bíblia deixa bem explícito que “sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam”(Hb 11.6).
Portanto a fé precisa ser estimulada, regada, alimentada pela Palavra de Deus, que é a fonte da verdadeira fé (Rm 10.17).
 
Agora, vivamos estes passos e desfrutemos das bençãos que o Senhor da seara realizará em nosso ministério pessoal.



É a minha oração para cada um.
Ir. Márcio da Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de preencher, um conselho: pense no que vai escrever. Pondere suas palavras. Respeito é tudo e inteligente.
Venha somar com seus comentários para que todos saiam ganhando.

Ir. Márcio Cruz